• Acompanhe-nos
Professores rejeitam proposta do prefeito e greve entra no quarto dia em São Gonçalo do Pará
  • Em assembleia realizada nesta quarta-feira, comandada pela preidente do Sintram, Luciana Santos, e pelo dirigente sindical, Eduardo Parreira, os professores da rede municipal de São Gonçalo do Pará, rejeitaram a contraproposta da prefeitura e a greve completa seu quarto dia. 
  • Do Sintram, em Divinópolis - MG
    08/11/2018 15h51 • Atualizado em 08/11/2018 15h52
  • Mesmo diante de um clima tenso com denúncias de perseguições e ameaças de demissões de servidores contratados, os professores da rede municipal de ensino de São Gonçalo do Pará decidiram manter a greve da categoria, que reivindica o fim dos parcelamentos salariais e o pagamento dos atrasados. A greve entra no seu quarto dia nesta quinta-feira (8) e a classe promete manter o movimento, mesmo sob forte pressão do Executivo.

     

    Até agora, o prefeito Antônio André Nascimento, o Toninho André (MDB), pagou 51% dos salários de setembro. Na manhã desta quarta-feira (7), após uma reunião com a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis e Região Centro-Oeste (Sintram), Luciana Santos, e com o dirigente sindical, Eduardo Parreira, o prefeito apresentou uma contraproposta, que foi amplamente rejeitada pela assembleia dos professores. O prefeito se comprometeu em pagar os 49% restantes da folha de setembro em mais duas parcelas, sendo a primeira no próximo dia 10 e a segunda no dia 30 desse mês. Ainda segundo a proposta apresentada pelo prefeito, os salários de outubro e novembro seriam pagos até 30 de dezembro.

     

    O prefeito também se comprometeu em colocar em prática um plano de contenção de gastos com medidas drásticas, entre elas a demissão imediata de 35 servidores [ele não especificou as funções] e a redução do horário de funcionamento da prefeitura para meio expediente.

     

    No final da tarde, os professores reuniram-se em assembleia no Coreto da Praça da Matriz para apreciar a contraproposta do prefeito. A classe mostrou total desconfiança com a promessa do Executivo e decidiu rejeitar integralmente a proposta. A categoria condicionou a volta ao trabalho ao pagamento integral até esta sexta-feira (9) dos 49% restantes da folha de setembro e da indicação pelo Executivo de novas datas para quitar as folhas de outubro e novembro. A rejeição foi unânime pela assembleia, que teve a participação de mais de 90% dos professores da rede pública municipal de São Gonçalo do Pará.

     

    GREVE CONTINUA

     

    Desde o início da greve, coordenada pelo Sintram e com apoio da Nova Central Sindical dos Trabalhadores de Minas Gerais (NCST), os professores de São Gonçalo estão mantendo a rotina de concentração em frente à prefeitura e manifestações pelas ruas da cidade. Nesta quinta-feira, a classe continua concentrada em frente à prefeitura e às 18h realiza uma grande passeata pela cidade.

     

    A presidente do Sintram, Lucciana Santos, avaliou a continuidade da greve e reafirmou que a decisão será sempre dos servidores. Luciana Santos lembrou que os professores estão enfrentando muitas dificuldades diante dos atrasos no pagamento. “A continuidade da greve foi uma decisão da assembleia, que teve a participação efetiva da categoria. A gente deixa bem claro que todas as decisões são tomadas pela assembleia, ou seja, são os professores quem decidem o destino do movimento. A categoria não se sentiu contemplada com a proposta do prefeito e legitimamente decidiu continuar com a paralisação. De fato essa primeira contraproposta do prefeito está bem longe das reivindicações dos professores, que já estão enfrentando dificuldades diante da falta de pagamento. O Sintram se mantém ao lado dos professores  e continuaremos juntos com a classe nessa luta mais do que justa, que apenas reivindica o que é de direito de todo trabalhador”, concluiu

Nossos endereços
  • Sede
  • Av. Getúlio Vargas, 21, Centro, Divinópolis - MG
    CEP: 35.500-024
    Telefone: (37) 3216-8484
    Atendimento de 8h às 17h30
  • Subsede Bambuí
  • Rua Olívio Alves Ribeiro, 134, Centro, Bambuí - MG
    CEP: 38.900-000
    Telefone: (37)3431-3486
    Atendimento de 8h às 17h30
 
  • Subsede Bom Despacho
  • Rua Vigário Nicolau, 111, sala 106, Centro, Bom Despacho - MG
    CEP: 35.600-000
    Telefone: (37) 3521-3311 | 98831-0237
    Atendimento de 08h30 às 10h30 e de 12h às 18h
Filiada à
Desenvolvido por Fesempre