• Acompanhe-nos
Sintram declara solidariedade à paralisação dos servidores da rede municipal de ensino
  • Os professores da rede municipal de ensino realizam nesta quarta-feira (19) uma paralisação em protesto contra a suspensão do pagamento de férias e o escalonamento de salários da categoria. A presidente do Sintram, Luciana Santos, declarou solidariedade à paralisação, que pode ser transformada em greve por tempo indeterminado. 
  • Do Sintram, em Divinópolis - MG
    19/09/2018 13h22 • Atualizado em 19/09/2018 13h30
  •  

    Foto: Aline Fonseca/G1

     

    Hoje pela manhã os servidores da educação fizeram manifestações pela cidade

     

    Os servidores da rede municipal de ensino de Divinópolis paralisaram suas atividades nesta quarta-feira (19), em protesto contra a suspensão do pagamento de férias e o escalonamento e atrasos salariais. Hoje pela manhã a categoria realizou uma caminhada no centro da cidade, para chamar a atenção para o movimento. Mais de 10 mil estudantes estão sem aulas nesta quarta-feira. No final do dia a classe fará uma assembleia que poderá definir por uma greve por tempo indeterminado.

     

    De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Municipal de Divinópolis (Sintemmd) a paralisação de hoje é o primeiro alerta à prefeitura de que pode ocorrer uma greve na rede municipal. Na última reunião realizada entre o Sintemmd e os profissionais da educação no dia 11 desse mês, a categoria mostrou que se não houver uma solução a greve pode ser deflagrada.

     

    A prefeitura informou que irá se esforçar ao máximo para pagar as férias aos trabalhadores da educação. Sobre uma possível greve da rede municipal, a prefeitura disse que “não comenta sobre esse assunto”.

     

    SINTRAM           

     

    A presidente do Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis e Região Centro-Oeste (Sintram), Luciana Santos, reafirmou o apoio ao movimento da rede municipal. Ela lembrou que os dois sindicatos – Sintram  e Sintemmd – estão juntos nessa causa desde o primeiro semestre tentando encontrar uma solução. “O Sintram é solidário ao movimento dos professores, por entender que á uma causa mais do que justa, já que o salário é um direito de todo trabalhador e que deve ser uma das prioridades para qualquer patrão. Juntamente com o Sintemmd participamos de várias reuniões com a Comissão de Educação da Câmara Municipal e com o Executivo para encaminhar uma solução definitiva, o que não aconteceu até agora. Os professores estão lutando somente por seus direitos que é receber em dia os salários”, afirmou.

     

    Luciana Santos destacou que a prefeitura vem cumprindo o acordo feito com o Sintram que garante o pagamento integral aos servidores do quadro geral até o quinto dia útil. “No primeiro semestre, depois de muita luta, conseguimos junto a prefeitura a garantia de que o pagamento dos servidores do quadro geral será feito integralmente até o quinto dia útil do mês. Isso vem sendo respeitado até agora, mas a partir do momento em que a prefeitura não tem dinheiro para pagar a rede municipal, isso já nos preocupa, pois essa situação pode se alastrar. Além do mais, não se pode dar tratamento diferenciado aos servidores e é isso que vem acontecendo com o quadro geral em dia e a rede municipal em atraso. Mais uma vez nos colocamos á disposição do Sintemmd e deixamos nossa solidariedade ao movimento”, finalizou.

Nossos endereços
  • Sede
  • Av. Getúlio Vargas, 21, Centro, Divinópolis - MG
    CEP: 35.500-024
    Telefone: (37) 3216-8484
    Atendimento de 8h às 17h30
  • Subsede Bambuí
  • Rua Olívio Alves Ribeiro, 134, Centro, Bambuí - MG
    CEP: 38.900-000
    Telefone: (37)3431-3486
    Atendimento de 8h às 17h30
 
  • Subsede Bom Despacho
  • Rua Vigário Nicolau, 111, sala 106, Centro, Bom Despacho - MG
    CEP: 35.600-000
    Telefone: (37) 3521-3311 | 98831-0237
    Atendimento de 08h30 às 10h30 e de 12h às 18h
Filiada à
Desenvolvido por Fesempre