• Acompanhe-nos
João Batista: um artista de muitos talentos
    Do Sintram, em Divinópolis - MG
    06/04/2018 09h58 • Atualizado em 06/04/2018 10h10
  • Quem é o homem João Batista da Silva? Trata-se do servidor público municipal, lotado na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo de Divinópolis. É assessor de Turismo, função que diz desempenhar com muito gosto. Filho do senhor Vicente (in memorian) e Dona Vitória, João Batista se derrete pela mãe: “É uma fortaleza, é a base de tudo”, diz ele.

     

    João Batista entrou para o serviço público municipal há 25 anos pelas mãos do então prefeito Aristides  Salgado.  Como servidor comissionado, posteriormente concursado, começou pela então Fundação Municipal de Cultura, onde estreitou relações com o vice-prefeito da época, o ator, diretor, escritor e empresário, José Lindolfo Fagundes, o fundador do extinto Theatron. E pelas mãos de Fagundes, chegou ao cargo de diretor do Theatron.

     

    Quem é o artista João Batista da Silva? Difícil descrever os muitos talentos deste irrequieto servidor. Entretanto, numa rápida definição, pode se dizer que João Batista é um artista de muitas facetas, muitos talentos. Cantor, compositor, bailarino, professor de danças e ginástica, ator, artesão, desportista, aderecista e figurinista. Não é pouco, porém, embora cumpra com rigor e muito afinco suas atividades no serviço público, ainda sobra tempo para desenvolver tudo isso.

     

    João se define como um “grande apaixonado pelo turismo, esporte, cultura e as artes em geral”. Iniciou seus estudos nas artes plásticas e cênicas em 1976 e não parou mais. Desenvolveu seus talentos como bailarino clássico a partir de 1985, quando ingressou na escola Liberte-se, da professora Tânia Soares.

     

     

    PIANO BAR

     

    Um dos grandes sucessos na noite divinopolitana, teve a mão e o talento  de João Batista. O “Café Soçaite Piano Bar II” marcou definitivamente sua entrada como uma grande expressão cultural da cidade. Além de dirigir, João atuou e coreografou o show, que lhe rendeu o troféu Theatron, de melhor espetáculo do ano.

     

    João Batista foi um dos responsáveis pelo projeto “Sexta Básica Cultural”, iniciativa do então prefeito Aristides Salgado. O evento ocorria toda  primeira sexta-feira de cada mês, com apresentações de artistas locais e sempre com a presença de uma grande expressão nacional. Entre os nomes que passaram por esse palco estão Boca Livre, Moraes Moreira, Baby do Brasil, Luiz Melodia e Belchior.

     

     

    Artista de palco e de rua, João Batista esteve à frente de exposições de artes plásticas ao ar livre, dança, capoeira, canto coral e grupos folclóricos. Premiado na dança e no teatro, ele destaca a peça “Pluft, o Fantasminha”, de Maria Clara Machado, que lhe rendeu o Troféu Theatron de melhor ator de teatro infantil, numa acirrada disputa na qual concorreram atores em nível nacional.

     

    Na música, João Batista se destaca pelo seu jeito descontraído de cantar e interpretar. Com  várias parcerias, participações em grupos, shows, bailes, festas, CDs e DVDs, sua última aparição nos palcos foi na peça “Noel Rosa”, encenada no Teatro Usina Gravatá com o grupo Os Teatráveis. Na música, participou recentemente como convidado do DVD “Alma de Músico”, do excepcional cantor, compositor e instrumentista Kiko Lara. Além de participar da música “Dancinha”, João também foi o responsável pela ilustração da contracapa do disco.

     

    Deixou sua marca como figurinista e aderecista da Escola de Dança Liberte-se embalou a avenida 1º de Junho, como carnavalesco das escolas de samba Tupy e Acadêmicos de São Vicente.

     

    Para atingir tamanho nível artístico e tantas facetas na cultura, João Batista se preparou para isso, participando de cursos no Brasil e exterior. Atualmente faz parte dos corpos de baile de dança flamenca e de tango argentino da Escola de Dança Maiher Menezes, que no ano passado levou mais de duas mil pessoas ao ginásio poliesportivo “Fábio Botelho Notini” com o espetáculo “O Tempo”, que terá uma reapresentação esse ano, com dada ainda a ser marcada.

     

    Esse é o João. Um artista de muitos talentos, que ainda encontra tempo para ser diretor social do Clube dos Servidores Municipais. Está no cargo há 21 anos e não se trata de nenhuma imposição, é talento mesmo.

     

    “A vida é um eterno aprendizado e eu procuro ser ótimo no que faço”, diz o artista e servidor público municipal, que não abre mão de cuidar muito bem de suas funções no município, que não são poucas, mas que consegue equacionar seu tempo e cantar, dançar, praticar esportes, ensinar e ser feliz. “Eu sou uma pessoa feliz”.

Nossos endereços
  • Sede
  • Av. Getúlio Vargas, 21, Centro, Divinópolis - MG
    CEP: 35.500-024
    Telefone: (37) 3216-8484
    Atendimento de 8h às 17h30
  • Subsede Bambuí
  • Rua Olívio Alves Ribeiro, 134, Centro, Bambuí - MG
    CEP: 38.900-000
    Telefone: (37)3431-3486
    Atendimento de 8h às 17h30
 
  • Subsede Luz
  • Rua Antônio Gomes de Macedo, 554, Centro, Luz - MG
    CEP: 35.595-000
    Telefone: (37) 3421-4322
    Atendimento de 8h às 11h e de 12h30 às 17h30
  • Subsede Bom Despacho
  • Rua Vigário Nicolau, 111, sala 106, Centro, Bom Despacho - MG
    CEP: 35.600-000
    Telefone: (37) 3521-3311 | 98831-0237
    Atendimento de 08h30 às 10h30 e de 12h às 18h
Filiada à
Desenvolvido por Fesempre