• Acompanhe-nos
Discussão da revisão do plano de carreira da Educação avança em Itapecerica
  • Assembleia do Sintram reuniu educadores para discutir contraproposta da Prefeitura Municipal
  • Do Sintram, em Divinópolis - MG
    04/04/2018 10h52 • Atualizado em 04/04/2018 10h57
  • O Sintram, na última segunda-feira (02/04), esteve mais uma vez em Itapecerica, agora em assembleia com os profissionais da educação municipal. Desde o ano passado, o Sintram tem se dedicado a revisão do Plano de Carreira da Educação, sendo que entregou à administração municipal a proposta de revisão formulada juntamente com a Comissão de Educadores eleita em assembleia. Em março desde ano, o Executivo, por sua vez, deu retorno à categoria, ao entregar a contraproposta diante das reivindicações apresentadas pelo Sintram. A assembleia da última segunda-feira foi justamente para discutir essa contraproposta da Prefeitura Municipal, o que significa mais um passo importante rumo à revisão do plano de carreira da área.


    O dirigente Eduardo Parreira, que trabalha essa frente do Sintram junto com a presidente Luciana Santos na cidade, explicou que antes da assembleia, a diretoria esteve reunida, mais uma vez, com a Comissão de Educadores para analisar item por item a contraproposta entregue pela administração municipal. “Nesta nova assembleia com a Educação apresentamos a contraproposta do Executivo já estudada pela Comissão e sindicato e entendo que o saldo foi muito positivo”, opinou Eduardo.


    Entre alguns avanços derivados da luta dos trabalhadores junto ao Sintram, que já estão expressados na contraproposta, Eduardo Parreira, destacou: 1) o cumprimento do piso nacional da Educação; 2) abertura ao pedido dos educadores de extensão da carga horária para absorver as aulas especializadas, com a remuneração calculada na proporcionalidade do Piso Nacional da Educação; 3) atendimento a outras reivindicações como, por exemplo, eleição direta para diretores e vice-diretores.

     

     

    Negociação
    Ainda de acordo com o dirigente Eduardo Parreira alguns pontos serão novamente negociados com a administração, os quais envolvem benefícios como férias-prêmio e pagamento de 1/3 sobre as férias. Parreira explica que, relativo às férias-prêmio, os profissionais pedem a alteração do critério de como é concedido hoje o benefício pela Prefeitura, uma vez que o governo municipal permite que apenas dois profissionais da educação, dentre todos da categoria, gozem do benefício por semestre. A idéia a ser levada novamente para a negociação é que seja permitida a concessão das férias-prêmio a dois profissionais por unidade escolar no semestre.


    Outra questão que volta para a negociação é o pagamento de um terço sobre as férias. Os profissionais pedem para que isso seja alterado para 50%, a exemplo de como é concedido em Divinópolis. “A categoria entendeu que o sindicato e a Comissão deverão insistir nesses pedidos, então na próxima semana, quando sentarmos novamente com a Comissão do Poder Executivo será aberto de fato às negociações finais”, explicou.

     

    Eleições diretas
    Eduardo finalizou dizendo que entendeu como ponto muito positivo o Executivo sinalizar também a aceitação das eleições diretas para diretor escolar. “Temos que negociar alguns ajustamentos, mas acredito que iremos conseguir chegar a um denominador comum relativo a essa questão”, disse o líder sindical.

     

     

    Luta sindical
    A presidente Luciana Santos destacou o bom andamento dos trabalhos na cidade. “O bom resultado desse trabalho nos deixa muito satisfeitos, sabendo que a luta sindical, quando tem apoio da categoria avança a passos largos. Os profissionais da educação não recebiam o piso e estavam recebendo uma gratificação de R$100,00 para suprir uma defasagem, que realmente não atendia a necessidade e ao direito real dos educadores. Então agora com esses avanços, acreditamos perfeitamente que possamos chegar a um plano de carreira que garante direitos e valorização aos profissionais da área”, disse.


    A nova reunião para discussão com a administração sobre o resultado da assembleia e negociação será na próxima terça-feira dia 10/04.

Nossos endereços
  • Sede
  • Av. Getúlio Vargas, 21, Centro, Divinópolis - MG
    CEP: 35.500-024
    Telefone: (37) 3216-8484
    Atendimento de 8h às 17h30
  • Subsede Bambuí
  • Rua Olívio Alves Ribeiro, 134, Centro, Bambuí - MG
    CEP: 38.900-000
    Telefone: (37)3431-3486
    Atendimento de 8h às 17h30
 
  • Subsede Luz
  • Rua Antônio Gomes de Macedo, 554, Centro, Luz - MG
    CEP: 35.595-000
    Telefone: (37) 3421-4322
    Atendimento de 8h às 11h e de 12h30 às 17h30
  • Subsede Bom Despacho
  • Rua Vigário Nicolau, 111, sala 106, Centro, Bom Despacho - MG
    CEP: 35.600-000
    Telefone: (37) 3521-3311 | 98831-0237
    Atendimento de 08h30 às 10h30 e de 12h às 18h
Filiada à
Desenvolvido por Fesempre