• Acompanhe-nos
Centrais sindicais suspendem greve geral e realizam dia de luta contra a reforma da Previdência
  • Movimento Sindical faz mobilização em Divinópolis a partir de 16h30
  • Do Sintram, em Divinópolis - MG
    05/12/2017 11h24 • Atualizado em 05/12/2017 11h26
  • As centrais sindicais suspenderam a greve nacional que estava sendo organizada para esta terça-feira (5) contra a nova proposta de reforma da Previdência. A suspensão da paralisação nacional ocorreu diante do cancelamento da votação da Reforma, que estava prevista para esta quarta-feira (6). A greve geral foi convocada por nove centrais, entre elas a Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST), à qual o Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis e Região Centro-Oeste (Sintram) é associado.
    A presidente do Sintram, Luciana Santos, que é secretária geral da Nova Central de Minas Gerais, informou que a entidade manteve a greve no Estado, embora no restante do país o movimento tenha sido cancelado. De acordo com o site da Nova Central, a paralisação será marcada por uma concentração na Praça da Estação, em Belo Horizonte. 

     

    Em nota, as centrais informaram que a “pressão do movimento sindical foi fundamental para o cancelamento da votação da Reforma da Previdência”, e que, por esse motivo, continuarão mobilizadas e em estado de alerta de greve. O adiamento da votação da reforma foi anunciado na semana passada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O deputado, envolvido na articulação para conseguir mais votos para a aprovação da reforma da Previdência, disse que a conta ainda não fechou, pois são necessários pelo menos 308 votos para que a proposta seja aprovada.

     

     

    DIA NACIONAL
    A suspensão da greve nacional no país não significa que a data vá passar em branco. As centrais sindicais convocaram para hoje (5) o Dia Nacional de Lutas que deverá acontecer em todas as capitais e várias cidades do interior do país. Em Divinópolis, o Sintram e outros sindicatos integrantes do Movimento Sindical Unificado, que esse ano liderou grandes manifestações na cidade contra as reformas do governo, realizarão uma panfletagem a partir das 16h30 no quarteirão fechado da Rua São Paulo. A mobilização vai alertar, mais uma vez, à população de Divinópolis sobre a perda de direitos com o novo texto proposta pelo governo para a reforma do sistema previdenciário.


    Esse ano, o Sintram participou ativamente de várias grandes manifestações contra as reformas do governo, entre elas a greve geral do dia 28 de abril, que reuniu cerca de cinco mil pessoas nas ruas de Divinópolis. Além disso, o Sindicato levou a discussão da reforma em audiências públicas e encontros que ocorreram em várias cidades de sua base. “Estamos cumprindo nossa função de lutar contra as punições que o governo Temer está impondo aos trabalhadores com as reformas. Precisamos do apoio de todos, pois o cidadão brasileiro ainda não se deu conta das grandes perdas que já estão sofrendo com a terceirização e a reforma trabalhista. A reforma da previdência será o tiro de misericórdia que o governo Temer pretende disparar contra o cidadão brasileiro. Por isso, convidamos a todos que participem da mobilização de hoje na Rua São Paulo”, reforçou a presidente do Sintram, Luciana Santos.

Nossos endereços
  • Sede
  • Av. Getúlio Vargas, 21, Centro, Divinópolis - MG
    CEP: 35.500-024
    Telefone: (37) 3216-8484
    Atendimento de 8h às 17h30
  • Subsede Bambuí
  • Rua Olívio Alves Ribeiro, 134, Centro, Bambuí - MG
    CEP: 38.900-000
    Telefone: (37)3431-3486
    Atendimento de 8h às 17h30
 
  • Subsede Luz
  • Rua Antônio Gomes de Macedo, 554, Centro, Luz - MG
    CEP: 35.595-000
    Telefone: (37) 3421-4322
    Atendimento de 8h às 11h e de 12h30 às 17h30
  • Subsede Bom Despacho
  • Rua Vigário Nicolau, 111, sala 106, Centro, Bom Despacho - MG
    CEP: 35.600-000
    Telefone: (37) 99832-6038
    Atendimento de 08h30 às 10h30 e de 12h às 18h
Filiada à
Desenvolvido por Fesempre