Presidente do Sintram cobra cumprimento da Lei do gatilho